Aprendendo a dublar

 

Quem assistiu desenhos e séries na infância não consegue esquecer algumas vozes que ficam marcadas na memória. Quem não se lembra da voz do Scooby Doo, Popeye, Os Simpsons, Chaves, Quico e Seu Madruga?

Essas vozes são de dubladores veteranos que há décadas emprestam seu talento para trazer aos brasileiros as versões em português de atores e personagens estrangeiros. Dubladores como Orlando Drummond (Scooby Doo e Popeye), Selma Lopes (Marge, de Os Simpsons), Marcelo Gastaldi (Chaves), Miriam Thereza (Piu-Piu, Penélope Charmosa), Carlos Seidl (Seu Madruga), Ettore Zuim (Batman), Marcus Jardym (Obi Wan Kenobi, de Star Wars), Leonardo Camillo (Ikki de Fênix, dos Cavaleiros do Zodíaco), e muitos outros. O Brasil tem alguns dos melhores dubladores do mundo, com talento reconhecido inclusive no exterior. 

Muita gente tem vontade de aprender a dublar. Mas o que é preciso para se tornar um bom dublador e trabalhar nessa área? Veja abaixo alguns dos principais requisitos necessários e tire suas dúvidas:


 

A SINCRONIA LABIAL
O dublador é um ator. Mas diferentemente do ator de TV e teatro, que usa a voz, a expressão corporal e facial para interpretar personagens, o dublador usa apenas a voz.  Isso não quer dizer que seja mais fácil ser dublador do que ser ator. Uma das dificuldades maiores - ou a maior dificuldade de todas - é sincronizar a fala com os movimentos labiais do ator em um filme ou do personagem em um desenho.

 

 A sincronia labial (o termo em inglês é "lip sync") é a principal técnica que o dublador tem que dominar, o que exige muito exercício para um desenvolvimento adequado dessa habilidade.

 

Um problema comum é que nem sempre as falas traduzidas encaixam perfeitamente no que o personagem está falando no idioma original. Nesse caso, o dublador profissional tem que ter um grande dominio da técnica para conseguir adaptar a velocidade da sua fala com a fala original, que tem que começar e terminar exatamente quando o ator/personagem começa e termina uma fala ou frase.

 

O time code (código de tempo), um cronômetro na tela que mostra a minutagem das cenas (foto ao lado), e também vem anotado no script, ajuda a orientar o dublador, marcando o início e fim de cada trecho a ser dublado (chamado pelos profissionais de "loop").

Acima, uma cena com o timecode incorporado.

 

 

DUBLADOR TAMBÉM TEM QUE SER ATOR

Além de ter que dominar a técnica de sincronia labial, o dublador também tem que saber atuar, pois ele irá fazer a voz de um outro ator que está interpretando. Portanto, o dublador não é apenas um mero robô lendo um texto. Se não souber interpretar bem, dificilmente conseguirá arranjar trabalhos. Os melhores dubladores são também excelentes atores. Por isso, é fundamental ter habilidade em saber interpretar personagens. Se você não é ator/atriz e quer trabalhar com dublagem, é bom começar a pensar em fazer um curso de teatro para aprender a atuar e desenvolver as técnicas de interpretação de personagens. Até porque somente atores profissionais podem trabalhar em estúdios de dublagem.
 

PRECISA TER VOZ "BONITA" PARA DUBLAR?
Ter uma boa dicção é importante. Mas não necessariamente o candidato a dublador tem que ter uma voz de locutor do Jornal Nacional. Ter uma "boa voz" é muito relativo para um dublador, pois existem personagens que pedem diferentes tipos de vozes. Seja qual for a voz que você tenha, o mais importante é você saber interpretar bem com a voz que tiver.

 

O PROBLEMA DO SOTAQUE

A questão do sotaque também tem que ser trabalhada. O padrão de dublagem no Brasil é usar um sotaque neutro, que não se pareça com de nenhuma região ou Estado específico. Se o aprendiz de dublagem tiver um sotaque muito forte, vai ter que amenizar esse sotaque se quiser trabalhar na área. Como há décadas quase todas as dublagens são feitas nas capitais do Rio de Janeiro e São Paulo, se uniformizou que o sotaque "aceitável" para trabalhos profissionais é o dessas regiões. Mesmo assim, os dubladores cariocas e paulistas também procuram amenizar os seus sotaques originais para algo mais próximo de um sotaque neutro.

 

PRECISA SABER INGLÊS?

No curso de dublagem que produzo no Rio de Janeiro, já vieram alguns alunos perguntando se era necessário saber falar ingles para dublar filmes e desenhos em inglês. A resposta é: não é necessário saber, pois o dublador simplesmente vai gravar lendo o script em português, independente se ele está ou não entendendo todas as palavras que o ator/personagem está falando na tela. Até porque o dublador profissional tem que estar apto a dublar em qualquer lingua, não só ingles, mas também espanhol (novelas mexicanas...), italiano, alemão, japonês (no caso dos animes por exemplo), e qualquer outra. É óbvio que não é preciso um dublador saber falar todas essas linguas, a menos que, além de querer ser dublador, voce também seja um gênio hiper-poliglota!      
 

ONDE APRENDER A DUBLAR
Uma boa maneira de aprender a dublar e ter alguma chance de um dia trabalhar como dublador é fazer um curso de dublagem, para aprender a trabalhar com a voz, a dicção, a sincronia labial e a interpretação.

Os curso de dublagem são sempre cursos livres. Não existem cursos técnicos ou faculdades de dublagem, pois não há um registro profissional de dublador. Para trabalhar, o dublador tem que ser ator profissional. Os estúdios de dublagem só aceitam atores com registro profissional (o DRT).

Rio de Janeiro e São Paulo são as cidades onde se concentram os estúdios de dublagem, e onde são feitas a grande maioria das dublagem brasileiras de filmes, séries, novelas estrangeiras e desenhos. Recentemente, algumas outras cidades estão começando aos poucos a ter estúdios de dublagem com atuação no mercado, como Campinas, Belo Horizonte e Brasília.

Os melhores cursos de dublagem são aqueles onde os professores são dubladores com grande experiência no mercado de trabalho.

Até 2020, era muito dificil encontrar bons cursos de dublagem fora do eixo Rio-São Paulo, justamente porque a grande maioria dos dubladores em atividade moram nesses dois Estados. Assim, pessoas de outros estados muitas vezes acabavam sendo obrigados a viajar para o Rio ou São Paulo para conseguirem estudar dublagem com algum dublador conhecido.

Com a pandemia do Covid-19 , as escolas foram obrigadas a fecharem durante vários meses, e a maioria dos dubladores tiveram que passar a trabalhar dublando de forma remota, fora dos estúdios, que também tiveram que fechar durante a quarentena pela pandemia.

 

Com essa mudança na forma de trabalhar, os dubladores que davam aulas somente presenciais também tiveram que se adaptar a ensinarem dublagem com aulas online. Assim, muitos aficcionados por dublagem que moram fora do Rio e São Paulo puderam finalmente ter a oportunidade de aprender a dublar com alguns dos melhores dubladores do país.

 

Se essa nova forma de trabalhar com dublagem à distância se mantiver nos próximos anos (o que os dubladores em geral estão prevendo, e alguns até preferindo), com certeza serão revelados muitos novos talentos da dublagem de todas as regiões do Brasil.

Veja abaixo alguns cursos de dublagem disponíveis atualmente (presenciais e online):
 

 


 
O dublador Ettore Zuim (no video ao lado, dublando o Batman - Dark Knight) está dando aulas de dublagem online para alunos de todo o Brasil, e também tem turmas presenciais em seu curso em São Paulo. Ettore aceita alunos a partir de 12 anos.

 

A voz de Ettore Zuim é conhecida como a voz do Batman (em "Dark Knight" e nos jogos "Arkham Origins" e "Injustice").  Ettore também dublou o ator Owen Wilson em filmes de Woody Allen, como "Marley e Eu" e "Meia Noite em Paris", Shen (Legend of Leagues), Capitão Frio (The Flash), Mugen (Samurai Champloo), Yakko Warner (Animaniacs), Eric (Caverna do Dragão), Senhor do Fogo Ozai (Avatar: a Lenda de Aang), Norm Spellman (Avatar), Hercules (Disney), Kwame (Capitao Planeta), e dezenas de outras dublagens conhecidas.

 

Para saber sobre o Curso de Dublagem com Ettore Zuim, ligue para (11) 2384-9557 ou mande um whatsapp para (11) 99249-4164

 

Mais informações, clique aqui 

 

 

Marcus Jardym  (foto ao lado) é dublador conhecido como a voz do Aladdin da Disney, Obi Wan Kenobi e Luke Skywalker em Star Wars, Karasu (Yu Yu Hakusho), Brad Pitt (Onze Homens e um Segredo), Keanu Reeves, Matt Damon em Jason Bourne, Ryan O'Reily (Dean Winters em Oz), e dezenas de outros personagens.

 

Marcus tem seu Curso de Dublagem com turmas no Rio de Janeiro. A boa notícia é que ele também tem turmas online para alunos de todo o Brasil. As turmas do Marcus tem vagas para iniciantes e atores com experiência, para adultos, adolescentes e crianças a partir de 7 anos. 

 

Além de dublar, Marcus trabalha como diretor em estúdios de dublagem no Rio, e também trabalhou na TV Globo como assistente de direção de várias novelas com o diretor Jorge Fernando.


Para saber como entrar no Curso de Dublagem com Marcus Jardym, mande um zap para o número  (21) 99890-2561

 

Mais informações, clique aqui 

 

 

 

 

No Rio de Janeiro, a dubladora Selma Lopes (foto ao lado) ministra aulas em seu curso na Tijuca. Selma é uma dubladora veterana, com mais de 40 anos de carreira. É a voz da Marge Simpson e a dubladora oficial da atriz Whoppi Goldberg (Ghost, Mudança de Hábito, etc). Também dublou a Fada Azul de Pinóquio (primeira dubladora do desenho clássico da Disney), Madame Rosmerta (do filme Harry Potter), Vovó Piedade (da novela A Usurpadora), Madame Patilda (do desenho DuckTales da Disney), e centenas de outros personagens. Em 2008 Selma Lopes ganhou o Prêmio Yamato, o Oscar da Dublagem, na categoria Melhor Dubladora de Protagonista.

 

Contratada da TV Globo desde os anos 70 até hoje, Selma também é atriz, ocasionalmente fazendo participações em programas da emissora. Atualmente Com 92 anos de idade, é uma das dubladoras mais antigas do Brasil ainda em atividade, trabalhando até hoje nos principais estúdios de dublagem do país.

 

Alunos que se destacam no curso são encaminhados pela própria Selma para testes em estúdios de dublagem. Alguns ex-alunos de Selma Lopes hoje em dia são dubladores em plena atividade

 

Miriam Thereza e alguns dos personagens que já dublou

 

Outra dubladora veterana que dá aulas no Rio é Miriam Thereza. (foto ao lado). Miriam é filha de Oscarito, famoso ator e comediante do cinema brasileiro dos anos 40 e 50 (na época das famosas chanchadas).

 

Miriam é a voz que dublou a Penélope Charmosa, personagem do desenho Corrida Maluca e Os Apuros de Penélope (quem não se lembra dela sempre perseguida pelo Dick Vigarista e seu cachorro Muttley com aquela famosa risadinha...). Também dublou o Piu-Piu em alguns dos desenhos do Frajola e Piu-Piu, e dezenas de atrizes em filmes e séries.

 

 

  

No video abaixo, você pode assistir Marcelo Gastaldi (o dublador do Chaves) em curso de dublagem realizado no SBT, em 1988 (video do canal Fórum Chaves no Youtube)



Veja mais sobre dublagem nesse site.

 

 

(texto: Roberto Carelli - proibida reprodução sem citar a fonte)

 

 

 

 


.


 

VEJA TAMBÉM:

 

Aprendendo Violoncelo 

 

Curso de Clarinete

 

Onde estudar piano

 

Curso de Oboé

 

Oficina de Teatro Musical

 

Maxixe: o primeiro ritmo brasileiro a fazer sucesso no exterior

 

 



 
 
 
 
   
       
     

Contato

 

 
Desenvolvido por Vitavision Audiovisual - 2012 /2020