Curso de Operador de Câmera / Cameraman:

 

Outubro de 2017 começa o Curso de Cameraman no Rio de Janeiro e São Paulo

 

O curso de cameraman é destinado à iniciação e ao aperfeiçoamento do cinegrafista na habilidade com manuseio de equipamento de filmagem e no conhecimento dos comandos e recursos das câmeras de video para captação de imagens a nível profissionais. Vagas para ambos os sexos.

Para informações sobre datas, horários e preços, entre em contato com os endereços e fones abaixo.

RIO DE JANEIRO
: Av.Getúlio de Moura, nº 1302 - Centro - Nova Iguaçú (Espaço F.A.M.A.) -
Fone
(21) 3768-9250 - Whatsapp: 98777-9250

 

SÃO PAULO: Rua Cardeal Arcoverde 928 sala 307 - Pinheiros
Fones (11) 2384-9557 - whatsapp 94176-4622 (Seg a Sab das 10 as 19 horas)

 

 


 


 

 

 

 

SAIBA MAIS SOBRE A PROFISSÃO DE OPERADOR DE CAMERA


O profissional que trabalha com filmagens em câmeras de TV, cinema e eventos é chamado de cinegrafista ou operador de câmera, também conhecido informalmente no Brasil pela nomenclatura inglesa: cameraman (homem) ou camerawoman/cameragirl (mulher). Cinegrafistas que trabalham especificamente filmando especificamente matérias jornalisticas e reportagens e chamado repórter cinematográfico.

 

O operador de câmera tem a função de configurar e usar a câmera, configurá-la corretamente, e saber filmar nos enquadramentos e ângulos corretos, conforme o tipo de trabalho.

 

O operador de câmera tem que saber usar o tipo de câmera correta para cada trabalho, o tipo de lentes (para câmeras com lentes intercambiáveis), e saber trabalhar com os acessórios necessários, como tripé, estabilizador de ombro, dolly, grua, etc.

 

Obrigatoriamente, o operador de câmera tem que ter conhecimentos técnicos em  como regular a câmera corretamente (balanço de branco, diafragma, filtros, foco, zoom), como trabalhar com plano e contraplano, iluminação, captação do som, tipos de microfone, formatos de gravação de video, padrões de cores e várias outras técnicas necessárias para realizar filmagens profissionais.

 

Para ser cinegrafista contratado por emissoras de TV ou produtoras, o operador tem que ter o registro profissional. Para eventos, como casamentos, festas, palestras e apresentações teatrais e shows, não é obrigatório ter o registro, já que em geral para eventos, o cameraman é contratado por pessoas físicas. Mas é fundamental para o cinegrafista amador ter um portfolio de trabalhos já realizados para que o cliente possa constatar que o operador desenvolve um trabalho adequado, e evite problemas posteriores com a insatisfação do cliente caso o cinegrafista não saiba oferecer um trabalho de qualidade. Os clientes que procuram cinegrafistas para eventos também tem que tomar este cuidado: sempre exigirem antecipadamente um portfolio em video dos trabalhos já feitos pelo cinegrafista, para evitarem contratar um cinegrafista amador que possa não ter todos os conhecimentos necessários para filmar. 

 

Texto: Roberto Carelli (proibida a reprodução sem citar o autor e incluir o link para este site)

 

 

Compartilhar:

 

 

 

 


   
 
Desenvolvido por Vitavision Audiovisual - 2012 /2017