CO        

 

 

Textos

 

HENRIQUETA BRIEBA: O JOGO DO TEATRO

Por Roberto Carelli

 

 

Henriqueta Brieba foi uma das mais atrizes com mais longa carreira no Brasil, país onde chegou ainda adolescente - ela nasceu na Espanha. Dos 4 anos aos 94 anos, trabalhou sem interrupções, tendo por isso, passado por todas as fases da dramaturgia que surgiram e desapareceram no Brasil ao longo desses 90 anos. Iniciou no Teatro de Revista, a moda reinante nos palcos cariocas nos anos 20, época em que chegou ao país. Depois, quando a moda do teatro de revista foi caindo, Henriqueta passou para o teatro mais "sério". Já em 1944 colocava seu talento nas telas do cinema, no filme "Romance de Um Mordedor", de José Carlos Burle. Cerca de 20 anos depois, estreava na TV, atuando em "A Grande Mentira", da TV Globo, a primeira de muitas novelas que fez na emissora carioca, Daí para frente, continuou trabalhando initerruptamente em todos os veículos: teatro, cinema, TV. Ao fim da vida, era uma das mais queridas atrizes do público brasileiro, com seu trabalho e seu talento reconhecidos e recompensados, inclusive materialmente.

 

Com vida e carreira tão longeva, Henriqueta Brieba é um exemplo perfeito para os mais jovens o que é ser artista, e como dar certo nessa carreira tão difícil. Ela era baixinha, e quando nova, não se achava bonita. Mas conforme suas palavras, compensou a falta de beleza com talento de sobra: "O que Deus me deu de pouca altura, me deu de boa memória (para decorar os textos). Ele me deu feiúra, mas me compensou com talento".

 

Outro detalhe que parece ter sido decisivo para que Henriqueta Brieba tenha sido tão bem sucedida na carreira é seu relacionamento com os colegas de trabalho. Ao contrário de outros atores e atrizes que são cheios de ego e querem sempre aparecer acima de tudo, criando problemas de relacionamento com os colegas, ela fazia justamente o contrário: procurava ajudar os colegas durante a atuação, evitando "roubar a cena", e pensando no sucesso de todos do elenco, e não apenas no seu. "Quanto mais colaboro para meu colega brilhar, mais apareço também. O teatro é um jogo, meu filho."

 

 Esse foi um dos ensinamentos que essa pequena grande mulher deixou a todos nós. Uma lição para ser aprendida no palco, nas telas, e principalmente na vida.

 

(texto de Roberto Carelli para a OficinadeAtores.com.br)

 

proibida a reprodução do texto sem citar o autor

 

VOLTAR PARA A LISTA DE TEXTOS


 



COMENTÁRIOS:

 

 
   
 

Bio

Textos e livros Arte visual Música Videos

 

 
 

Contato         

 
Desenvolvido por Vitavision Audiovisual - 2012 /2013